Adubo para cultivo da maconha, Guano de morcego

O concentrado de fósforo e nitrogênio presente nos excrementos de morcego acelera a floração das plantas, uma propriedade conhecida pelos produtores de maconha.

“Não tem nada a ver com a maconha, é fertilizante”, assegurou à Agência Efe o zoólogo Enrique González, coordenador do Programa de Pesquisa de Morcegos doUruguai, que atualmente analisa a matéria fecal destes mamíferos, conhecida como guano, para lançá-la no mercado agrícola.

No entanto, González reconheceu que este adubo deve ter “alguma particularidade” para os produtores de maconha, que, por enquanto, lhes serviu para atrair a atenção da imprensa uruguaia em relação à sua atividade acadêmica.

Em dezembro do ano passado o Uruguai aprovou o Projeto de Lei sobre Controle e Regulação da Maconha e seus Derivados, que legalizou a produção e venda desta substância e desde agosto qualquer cidadão que deseja cultivá-la em sua casa pode comparecer a um escritório dos correios e solicitar uma licença de produtor.

Uma vez concedida, estará habilitado para cultivar livre e legalmente até seis plantas de cannabis sativa e colher até 480 gramas de maconha por ano para seu consumo pessoal.

“No início da pesquisa, pusemos na internet guano de morcego e apareceram 25 páginas, das quais 22 eram de clubes de plantadores de maconha no mundo todo”, disse o pesquisador.

“Comparado com outros adubos, ele devolve a matéria orgânica à planta e a absorção de nutrientes é feita mais lentamente, por isso que não é preciso adubar todo dia”, explicou Nacho Merlín, gerente de uma loja  que vende produtos para a plantação de maconha e assessora seus cultivadores.

Radicado no Museu de História Nacional de Montevidéu e integrado na Rede Latino-Americana para a Conservação dos Morcegos, o grupo científico que González lidera trabalha para a pesquisa e conservação desta espécie animal, tão mitificada e estigmatizada pela cultura popular.

Foto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X